Remédio para ‘sensação’

Quem lê crônicas nem imagina os bastidores de cada uma. Esta, por exemplo, nasceu assim: o repórter Rogério Verzignasse contou a história do seo Mauro Marchiori, há meio século dono da Farmácia Bandeirantes, ali na Maria Monteiro, tempo em que os bondes 6 e 7 se encontravam ali perto, indo e vindo pelo Cambuí, perto “adonde” morava o seo e o nosso saudoso Eduardo Abramides. Antes que me chegasse o jornal com a reportagem, a Lia e o Wilfredo Meloni sugeriram que eu falasse sobre a Bandeirantes.

Foi aí que “encomendei” a eles alguns dados sobre a botica e o resultado foi melhor do que a encomenda. (A Lia e o Wil ainda vão ser repórteres, Rogério.) Pedi uma listinha (estou atrás dessa listinha faz tempo) de remédios que curaram muita dor de ouvido, barriga, cabeça, dente e cotovelo, fígado, estômago, caspa, calo, ressaca, chato… E hoje não existem mais.

Olhe só que delícia o relato deles. Tão bom, que deixei a lista para depois. É que o seo Mauro guarda, até hoje, os bilhetes dos fregueses. Fala gente:

“Antigamente, era comum às pessoas terem remédios em casa. Certo dia, uma senhora pediu para medir a pressão: estava baixa. O Mauro perguntou: ‘A senhora tem algo em casa para pressão?’ Ela respondeu: ‘Tenho! Uma panela!’

(Moacyr, você conhece pó pá tapá taio? É remédio em pó para ajudar a cicatrizar…)

Os pais também mandavam as crianças comprar remédios através de bilhetes, nos quais escreviam os nomes como ouviam!

Veja alguns deles:

Cotonet pá oreia

Cinco cruzeiros de São Rizal

Charope dispeitorante astenol

1 lata talco Cachime Buque

1 caixa de Lazis, um remédio do coração que fáis orinal

1 ingeção para menopausa, tenho muito calor na cabessa

Remédio Erva de Bixo para Omorodi (Hemorróidas)

2 tabretes de pastilhas que seijão boas para a garganta enrritada, uma deferente da outra. Esta bem enrritada, por favor mande das boas

Cal sugenol (Calcigenol)

1 caixa de Bosta fe (Postafen)

Seu Mauro, o fim destas poucas linhas é somente para perguntar se o senhor pode me ensinar um remédio para dar sensação, porque eu sou casada, mas tenho muito desgosto, porque meu marido quer me deixar porque eu sou fria, não tenho sensação, então eu queria saber qual o remédio que serve para isso. Nada mais, agradece, G.S.”

Esse nosso herói é casado há 47 anos com a Marise Martins e tem três filhos: Mauro, Marisinha e Marcos. E seis netos. Seis é um número bom, não é seo Mauro? Se não, vão dizer que o senhor nunca vendeu pílula…

Pregado no poste: “Campinas tem cura?”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *