A última do brasileiro

É ‘nós por eles’. Como se conta piada ‘do’ portugês por aqui, lá existe um sítio exclusivo de anedotas ‘do’ brasileiro. O endereço é aeiou.pt. Ria, se for capaz…

  1. A professora pede ao Francisco que aponte no mapa onde fica o Brasil. Ele acerta, e ela pergunta ao Miguel quem desscobriu o Brasil. O Miguel: “Foi o Francisco.”
  2. Dois brasileiros a observar o Coliseu de Roma:

— Lindo, não?

— Imagine só quando estiver acabado!

  1. Perguntaram a um brasileiro:

— Quais são as três melhores coisas do mundo?

— Dinheiro, mulher, e bicho de pé.

— Bicho de pé!?

— De que vale ter dinheiro e mulher se o bicho não está de pé?

  1. Perguntaram a um casal brasileiro porque estavam tão excitados:
    Homem: Viagra!

Mulher: Vi a grana!

  1. O que é que um bombeiro brasileiro diz para uma vítima numa casa a arder?

— Não esquenta, meu irmão. Fica frio!

  1. Sabem qual é o melhor negócio do mundo?

— Comprar um brasileiro por aquilo que ele vale e vendê-lo por aquilo que ele diz que vale.

  1. Por que só agora os brasileiros estão a entrar em Portugal?
    — É que precisaram de 500 anos para aprender Português.
  2. Recém-chegado ao Brasil, está Pedro Alvares Cabral a entregar em contrato aos naturais do Novo Mundo. Então o índio brasileiro pergunta:

— Ó Cabral, o que está escrito neste contrato?

— Que nós portugueses podemos levar o ouro todo, a prata toda, e o pau-brasil que quisermos.

— E nós brasileiros o que ganhamos?

— O direito de contarem anedotas sobre portugueses estúpidos nos próximos quinhentos anos.

9 Sabem por que o brasileiro abre o pacote de leite longa vida no supermercado?

— Porque no pacote diz “Abra aqui”

  1. Um casal de namorados, brasileiros, está num banco do jardim. Ele está amuado. Ela, muito meiga, muito dengosa:

— Quiridjinho! Não seja assim. Mi diga qualquerre coisa qui mi deleitche.

— Vaca!

  1. O brasileiro vira-se para o português, e diz:

— Manuel, eu nasci em Pelotas e não tenho vergonha de dizer. E você?
— Olha, eu entendo o teu problema… Mas eu nasci inteiro!

  1. Um brasileiro ia a conduzir numa estrada, quando viu uma placa que dizia: ‘Curva Perigosa à Esquerda’.

Ele não teve dúvidas: virou à direita!

  1. Sabem porque os brasileiros usam somente a letra T nas suas agendas de telefone?

— Porque escrevem os telefones assim: 1 – telefone de Jurandir; 2 – telefone de Milton; 3 – telefone de Pascoal…

  1. Um brasileiro que tinha uma fábrica de móveis, foi aos Estados Unidos. Quando voltou, começou a contar ao amigo:

— É pá António… Eu conheci lá uma americana muito inteligente e ainda por cima boazona! E nós saímos para jantar.  Como ela não falasse a minha língua, ela desenhava num guardanapo do restaurante o que queria dizer. Ela desenhou um casal a dançar e eu convidei-a para dançar.

— E depois?

— Depois ela desenhou um copo, e eu mandei vir bebidas para nós! Ela desenhou um prato, e eu mandei vir a comida.  Até que depois, ela ficou a olhar com aqueles olhos de tarada, bem no fundo dos meus olhos, e desenhou uma cama!

— E então?

— Então pergunto eu: como ela descobriu que sou fabricante de móveis?

  1. Porque os brasileiros põem o relógio debaixo da cama?

— Para acordarem em cima da hora

  1. Um brasileiro diz a um amigo:

— Se você descobrir quantas padarias eu tenho, eu te dou duas e fico com uma

  1. Um brasileiro telefona para o aeroporto e pergunta:

— Quanto tempo leva para um vôo até Lisboa?

— Só um minutinho…

— Obrigado.

  1. Porque o brasileiro tem o pé esquerdo sujo?

— Porque quando era pequeno sua mãe dizia: ‘Lava esse pé direito, menino!’

  1. Dois caçadores, um brasileiro e um português, perdidos na selva Amazônica há meses, vêm uma bela mulher nua a chamar por eles.
    O português, todo guloso, diz:

— Vamos comê-la.

O brasileiro então, com a sua caçadeira, dispara…

Pesquisei em “Campinas” e “campineiros” e não apareceu piada, digo, anedota alguma. Campinas perdeu a graça.

Pregado no poste: “A Escola de Samba Mancha Verde não cantou o suíno do Palmeiras nem teve porca-bandeira no sambódromo ”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *