É tudo mentira

Porca pipa! Se depender das manifestações pela Internet, dona Diiilma não terá um voto. Nem do Fred Flintstone. Até hoje não recebi uma de apoio a ela. Mas creio com viva fé e ardente piedade: é mentira tudo o que me chegou, só nas últimas 24 horas, até quando encerrávamos esta edição. O índice de popularidade do nosso presidente é maior do que o do Hitler e do Fidel Castro. Veja se é possível:

“O nosso presidente, ao se encontrar com seu parceiro do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, vai ignorar o apelo profético do comandante das Forças Aliadas, general Eisenhower, aos jornalistas que o acompanharam a um campo de contração, onde o que restava de judeus vivos invejava seus mortos: ‘Que se tenha o máximo de documentação – façam filmes, fotografem, gravem depoimentos de testemunhas – porque há de vir um dia em que algum idiota se vai erguer e dizer que isso nunca aconteceu!’”

“Quer vir ao Brasil fazer uma reportagem? Lula convida, paga a viagem, abre as portas para o fascinado jornalista, muitas vezes, com direito a uma ‘exclusivazinha’ para elevar o prestígio. Tudo por conta do povo.”. Só falta dizer que o Obama ganhou para exclamar: “Esse é o cara!”

“Lula passa a mão na cabeça dos seus corruptos; criminosos são os outros.”

“A eleição será plebiscitária: ‘Sim’ – Diiilma ganha; ‘Não’ – Diiilma não perde.”

“Na China, foi-se o ano do boi; está no do tigre, mas lá não há o do jumento nem o da égua, nem no jogo do bicho.”

“Assim como um tem o tucano, outro pensa em adotar o chupim?”

“Trabalhem duro, porque milhões de pessoas que vivem do Fome-Zero e do Bolsa-Família, sem trabalhar, dependem de você.”

“Não tenho nem terei inimigos, porque acabarei com todos.” (Alguma empresa pretende patrocinar o ‘paredón’?)

Imagem do governador do Rio ‘perguntando’ a uma mulher que samba com a vassoura de um gari na Sapucaí: “Vai varrer ou vai voar?”

Atribuído ao lúcido brasileiro Carlos Verezza: “Ou existe alguém com tamanha ingenuidade para acreditar que o ‘fascismo galopante’ que aparelhou o estado brasileiro, vá, pacificamente, entregar a outro, que não seja do esquema, os cargos, as benesses, os fundos de pensão, o nepotismo, enfim, a mais deslavada corrupção jamais vista no Brasil?”.

Pregado no poste: “Na marcha do MST só tem marchistas?”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *