Viva a diferença!

O Poder morreu! Antes que ele nos mate, morra o Poder!

Nosso Correio Popular de terça-feira passada, que só me chegou ontem, trás apenas três boas notícias na primeira página, por coincidência, as três protagonizadas por cidadãos. As demais se referem a atrocidades cometidas pelos homens do Poder, políticos, contra cidadãos. Vamos às perpetradas pelos “poderosos”:

“Violência deixa semáforos no amarelo: O crescimento do registro de roubo de veículos em Campinas (foram 80 só em janeiro) leva a Secretaria Municipal de Transportes a ampliar o programa “Amarelo Piscante”, que coloca os semáforos piscando no amarelo durante a noite.”. Antigamente, o único piscante que se conhecia não era amarelo, mas roxo de medo. Em vez de melhorar as condições de vida da sociedade e combater a criminalidade, aumentam o número de “piscantes”. Toda a população já está piscante.

“58 mortes em um mês: Fevereiro foi o mês mais violento da história de Campinas: 58 pessoas foram assassinadas. Os números da Polícia Civil revelam que aconteceram mais de dois homicídios por dia.”. Crueldade: no alvo dos bandidos nenhum culpado.

“Um escândalo atrás do outro: Depois de constatar a fraude que reduzia o valor do IPTU devido por empresas, a administração municipal investiga agora a existência de um segundo golpe contra os cofres públicos. Suspeita-se que contribuintes usavam um artifício para protelar o pagamento do tributo.”. A ocasião faz o ladrão. O Poder faz a ocasião.

“Outro escândalo: Também há suspeita de fraude na distribuição das casas da Vila Esperança, conjunto habitacional destinado a abrigar famílias residentes em áreas de risco. A Cohab investiga o caso.”. Sem comentários.

“Dólar dispara e fecha o dia em R$ 2,15: A falta de dólares no mercado e o aumento da procura fizeram a moeda norte-americana disparar. Na região de Campinas, as exportações de janeiro foram as piores em 12 meses.”. Por coincidência (e só por coincidência), o lucro dos bancos é o maior do Real. Por coincidência (e só por coincidência), o novo presidente do Banco Central foi empregado do maior especulador.”.

“Chuva instala caos em S. Paulo: os congestionamentos pararam a cidade. Bombeiros usaram barco para resgatar motoristas no Vale do Anhangabaú. Mais um dia de sofrimento em São Paulo.” Enchente em São Paulo é como a falta d’água no Nordeste: se o problema for resolvido, muitos deixarão de ganhar dinheiro.

Agora, as três belas iniciativas de cidadãos:

“As duas empresas concessionárias de telefonia celular na região de Campinas, a Tess e a Telesp Celular, estão travando uma verdadeira guerra para conquistar a preferência dos clientes. As promoções acabam favorecendo os consumidores.”. Todo monopólio existe para prejudicar o povo.

“Os calouros da Unicamp participaram ontem de um trote diferente. Eles visitaram entidades beneficentes da cidade e, por algumas horas, trabalharam em atividades diversificadas. Na Sociedade Pró-Menor, por exemplo, os novos alunos do curso de Engenharia Civil preparam o lanche das crianças.”. Político só pensa na fome de crianças em época de eleição. Na próxima, vamos votar nessa moçada da Unicamp.

“A Sociedade Brasileira de Pesquisa de Assistência para Reabilitação Crânio-Facial (Sobrapar), que realiza 370 cirurgias anuais, planeja ampliar a capacidade de atendimento e, a partir de 2001, atender a cada ano duas mil pessoas portadoras de deformações faciais. A entidade, criada há 20 anos, também pretende instalar cursos profissionalizantes para os pacientes.”. Enquanto os eleitos destróem, os eleitores constróem.

Pregado no poste: “Alguém se lembra de que estamos na Quaresma?”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *