Tempos depois

Estas previsões me chegaram, infelizmente, por carta anônima. O autor diz: “Decepcionado com estes tempos sem heróis de verdade, vi que o tempo é o maior e o invencível vilão. Agora, conto como está a vida  de alguns destes personagens:

Tarzan: Transformou sua floresta em reserva ecológica, mas montou uma serraria clandestina e enriqueceu com a venda de madeira. Destruiu metade da mata. Abandonou a Jane e vive com a Chita. Ainda briga com crocodilos, mas morre de medo do leão — do Imposto de  Renda.

Superman: Freqüenta um clube gay e usa um disfarce: lentes de contato. Uma verde, outra azul.  Dizem que está com o Robin. Seu maior rival é o Batman.

Bela adormecida: Esotérica. Escreve livros de auto-ajuda. “Sonoterapia” e “Interpretação dos Sonhos” vendem adoidado. Mas sofre de depressão. Desencantada com o príncipe encantado, só não se separa para evitar a divisão dos bens. São infelizes para sempre.

Homem aranha: Caiu numa rede de intrigas e entrou em crise.  Apesar do reumatismo, insiste em escalar prédios. Arranjou emprego de ascensorista.  Seus amigos sumiram, devido a seus hábitos repugnantes. Em um restaurante fino, gritou para o garçom: ‘Cadê a mosca da minha sopa?’

Branca de Neve: Separou-se do príncipe depois que teve um filho anão. Fútil, passa as tardes fazendo bronzeamento artificial em academias. Tem fixação em espelhos. Se acha gordinha e faz a dieta das maçãs. As amigas perguntam: ‘Está louca? Quer morrer?’

Nego da sanfona: Desistiu da carta de alforria que ganhou de Carlos Gomes e preferiu voltar a ser escravo. O que faturava como sanfoneiro não dava nem para o cafezinho no Regina.

Os cientistas: Continuam heróis da resistência. Antes, não ganhavam quase nada. Agora, pagam para trabalhar para o Estado.

Saci pererê: Colocou uma perna mecânica e ninguém o segura mais. Ganha todas as corridas de São Silvestre e levou ouro nos cem metros rasos da Paraolimpíada.

Pelezinho: Depois que fez 60 anos, sumiu das tiras dos jornais. Descobriram que, depois de certa idade, estava mentindo a idade certa. Antes que o comprassem ao Luxemburgo e o chamassem para a CPI da Nike, fugiu.

Cinderela: Trocou os sapatinhos por sapatões e vive com a Mulher Maravilha.

Gasparzinho: Não foi encontrado.”.

Pregado no poste: “Oba! Hoje tem Terra da Gente.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *