Sons de antanho

“Pena que a televisão não seja em cores!”. Quem passou dos quarenta cansou de ouvir esse lamento da Hebe Camargo. “Pena que o jornal não seja sonoro”, lembrei, depois de ler a (bela) reportagem do Bruno Ribeiro, na revista ‘Metrópole’, aqui do nosso ‘Correio’. Ele juntou uma turma de primeira – os publicitários Marcelo Giorgetti e Antônio Álvaro Assunção, os produtores Dimas Damico, Estevam Natolo Júnior e Jacques Deheinzelin, e o maestro Paulo Pugliese – para falar da arte de fazer ‘jingles’.

Em vez de definir o que é isso, vou mexer na sua memória: “Tá na hora de nanar, não espere mamãe mandar…” Outro: “Depois de um sono bom, a gente levanta, toma aquele banho, escova os dentinhos…” Mais: “Estrela brasileira no céu azul, iluminando de Norte a Sul…” Ouviu? Digo, viu? Eu não disse o nome do produto, mas você sabe que são os cobertores Parahyba, o Café Seleto e a Varig. Alguns pesquisadores dizem que o mais lembrado ainda é um que fala o nome: “OMO dá brilho à brancura, dá brilho à brancura…” Quer mais? “Pise sem dó, que a cera é Dominó.”; “Se a lâmpada queimar, não adianta estrilar nem bater o pé; o que resolve é ter logo à mão lâmpadas GE…”

E você se lembra de quando as rádios PRC-9, Brasil e Cultura tocavam jingles de Campinas? Aceita o desafio? Vamos lá:

“Mossoró, Mossoró, Mossoró, chega sempre em primeiro lugar, Mossoró; cerveja é Mossoró; em questão de sabor e qualidade, a vencedora é Mossoró…”

“Alumínios, talheres e louças; artigos para presentes; se quer economizar compre sempre no Bittar…”

“Entre já, compre agora, no conjunto de O Camiseiro…”

“Ducal em Campinas, Regente Feijó, 1.027! 1.027!…”

“Você precisa de uma roupa nova, Lojas Garbo têm; a roupa que você prefere, Lojas Garbo têm! Para homens, rapazes, meninos, os mais modernos figurinos; você precisa de uma roupa nova, Lojas Garbo têm a roupa que lhe fica bem, muito bem!”

“A melhor oferta quem faz é o Jumbo e a Eletroradiobraz…”

“Não tendo Minerva, eu faço; só levo se tiver sabão Minerva em pedaço…”

“Periquito da sorte, bilhete premiado…; no periquitinho, você tem seu esforço compensado…” (Esquisito esse…)

“É a nova Picolino Calçados, esquina quente, Campos Salles com Regente!”

“Carnava, Carnaval… só nas lojas Coteninga.”

“Quando entro no chuveiro, só quem entra no banheiro é o sabonete Cinta Azul… Para um banho bem gostoso, é preciso muita água e sabonete Cinta Azul.” (Cada uma…)

“Ai tatu, Tatuzinho, me abre a garrafa e me dá um pouquinho.” (Hic!)

Pregado no poste: “Já tomou seu Toddy hoje?”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *