Réquiem para o Centro-1

Começou com o assassínio do Alecrim do Largo da Catedral, seguido dos cinemas, que passaram a exibir estranhas cenas de falso estelionato. Logo depois, morreu Seo Rosa, de descaso, e a Estação da Paulista, de abandono. Desapareceu o Hotel Savoy, e a Casa Campos está de partida. Agora, com o advento dos shoppings, o que será do Centro?

Com ajuda do Guilherme Nucci, embaixador de Campinas no Espírito Santo, e do senhor Ayres Pereira Filho, vamos perpetuar aqui alguns marcos que fizeram o Centro da cidade limpo, digno e bonito, quando a cidade tinha prefeito e os vereadores gostavam dela, tanto quanto seu povo. Termina terça-feira. Tudo bem? Então, vamos passear:

Treze de Maio — Casa Paratodos; Casa Andrez; Casa Smanio e o inconfundível cheiro de couro; Oficina de Bicicletas Lunardi (ou Lunardelli?); Calçados Clark; Ceccato, o maior; Centro dos Alumínios Bittar; Hotel Brasil; Anauate Modas, Ezequiel I, Casa Alfa; Coteninga, Lojas Americanas, Zogbi, Casas MM (Melhor tecido, Menor preço), A Soberana, Farmácia Popular, Sapatarias Baby e Piccolotto.

Glicério — Casa Nascimento; Livraria Universal; Casa das Rendas; Casa Anna Kenna; Etam (esquina com Campos Salles); Vó Landa; Calçados Terra; A Exposição; Fotos Parodi e Outsubo; Constanze Creações; Sanducha; Feira dos Presentes; A Elite Campineira.

Campos Salles — Casa das Vitaminas; Casa da Borracha; Churrascaria Gaúcha; Manfredini; Cristal Lotérico; Estúdio Ramos; Hotel Terminus; Viação Cometa; Expresso Brasileiro; Ateliê da Mariazinha Bocaletti.

Barão de Jaguara — Restaurantes Lo Schiavo e Barão; Éden Bar; Café Regina e Café do Povo; Padaria do Comércio; Chocolates Kopenhagen; A Seleta; Galerias Paulista e Trabulsi; o vendedor de cachorro-quente com purê de batata; Drogasil; Sorveteria Sônia; Casa de Chá Betânia; Bazar Conceição; R. Monteiro; Casa Queiroz; Ótica Gerin; Anauate Júnior.

Benjamim Constant – Rádio Cultura; Bar Copacabana; Boate El Cairo; Casa Otranto; Sorveteria Torre di Pisa; Foto Rápido Tremendão; Loja Esporte Carioca.

General Osório – Restaurantes Armorial e Rosário; General Tintas; Estúdio Eurides, Bazar Demétrio; Giovanetti; Garbo; A Vovó Lusitana; Café Caruso; Nossa Casa; Funerárias Davi e Serra.

Conceição — A Meia Elegante Magazine, Casa dos Enfeites, Farmácia São Luís; Correio Popular, bares Ideal e Facca; Caixa Econômica Federal; Lojas Renner; A Especialista; Floricultura Campineira.

Pregado no poste: “Camelô não dá garantia, mas dá voto”

2 thoughts on “Réquiem para o Centro-1

  • 06/03/2020 em 8:43 PM
    Permalink

    Meu Deus do Céu! Isso foi publicado em 2002…Moacyr, você é o cara!!! Saudades de você….Lágrimas nos olhos!!!

    Resposta
  • 06/03/2020 em 10:42 PM
    Permalink

    Faltou a Drogaria Silva, na Barão.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *