Quem não teme não deve

Os estudos técnicos estão quase prontos: finalmente, a população poderá saber, realmente, quanto as concessionárias de rodovias arrecadam, minuto a minuto, com a passagem de veículos pelos seus postos de pedágio. Assim, as prefeituras poderão saber se o que elas recebem de ISS é justo — nem acima nem abaixo da arrecadação por estimativa. O Estado, da mesma forma, poderá cobrar o ICMS exato. Demorou mas já é possível colocar contadores em cada baia e, se quiserem ser transparentes para valer, um telão no centro de cada cidade indicará o dinheiro que fica em cada posto. Se o imposto é para o povo, o povo consciente tem o direito e a obrigação de saber quanto. Não é bom?

Outra novidade para o ano de 2009. Era uma surpresa agradável guardada a sete chaves (odeio essa expressão) pelos bancos, mas uma fonte me garante que cada agência, alvíssaras!, pagará ISS justo para as prefeituras, de acordo com o depósito mensal movimentado. E olha que foi uma iniciativa dos próprios banqueiros, sem pressão alguma do Poder Público nem da “sociedade civil organizada” (outra odiosa invenção dos que adoram fazer discurso — pior do que usar gerúndio.). Mais? Confessaram-me que a CPFL pagará pelo uso do espaço público com postes e fios. É que quando ela era estatal (Deus me livre!), seus nomeados diretores argumentavam que ela não pagava, por ser estatal. Agora, graça as Deus, ela é particular e, como todas as empresas particulares, será igual a todas.

Se você tem uma ajudante do lar em sua residência, espero que saiba qual é o salário que você paga para ela. Assim também deveria ser no serviço público. Não é, mas será!!! Você sabe quanto sai do seu bolso e dos demais cidadãos, ricos ou pobres, para sustentar funcionários dignamente aprovados em concurso ou vergonhosamente nomeados? Você sabe quanto é a conta do celular e do telefone fixo do gabinete dos vereadores e para onde eles ligaram? Mas saberá!!! Ouvi de vários deles e até do seo doutor Hélio, que em 2009 cada servidor público, apadrinhado ou não, terá no crachá quanto ganha por mês – a omissão significará demissão. E os vereadores exibirão as respectivas contas telefônicas que você paga para eles, na porta de cada gabinete – eu ainda acho que deveriam publicar nos jornais.

Com licença do brilhante advogado e dramaturgo Mauro Chaves, antecipo que as cédulas de dólar, as tais ‘verdinhas’, perderão a validade a partir do próximo domingo. O mercado só aceitará as cédulas azuis – o “dólar novo”, para enfrentar a crise. Os dólares depositados aqui e no Exterior terão de ser revalidados; e o documento, anexado à declaração do Imposto de Renda.

Pregado no poste: “Acorde, Moacyr Castro! Você está no Brasil!”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *