Que pena!

Pena que este jornal seja em cores. Em briga de marido e mulher não se mete a colher, mas a Regina e o Geraldo Trinca estão em guerra, para ver quem tem a melhor coleção de imagens em preto e branco. Feche os olhos e imagine a vida em branco e preto, tempos em que a Hebe Camargo, na falta de expressão melhor, repetia dia sim, no outro também: “Pena que a TV não seja em cores…”

Hoje, veja o acervo do Geraldo e morra de saudade:

Show de inauguração da TV, setembro de 1950: Lolita (ainda Sílvia) Rodrigues canta “Vingou, como tudo vinga, no chão de Piratininga” – é o hino da TV brasileira, letra do campineiro Guilherme de Almeida. Teatro da grande dama Cacilda Becker, na TV Tupi, ainda Canal 3. “Edição Extra”, às 12h30, na mesma pioneira Tupi, com o impagável Tico-Tico e Maurício Loureiro Gama.

Já na TV Paulista, canal 5, hoje dona Globo, Manoel da Nóbrega e o filho “Casalberto”, muito antes da “Praça da Alegria”, agora, Praça da “Alergia”, de tão ruim. Nossa! Os palhaços Fuzarca e Torresmo, lembra?, num programa de nome Tele Gongo. Sorridentes senhoras apresentam o “Clube do Lar”. Quem são?

Olhe o Aurélio Campos fazendo “O Céu é o l,imite”, no canal 3! Há meio século, nosso padre Chiquinho foi responder sobre o demônio, ou Nossa Senhora, não me lembro, e arrebatou o auditório. Com o prêmio, começou a erguer o templo a Santa Rita de Cássia.

A garota-propaganda Idalina de Oliveira, insuperável, sempre linda, exibe um refrigerador (!) Frigidaire. A não menos insuperável Regina Duarte anunciou Frigidaire na TV, quando ainda estudava no “Culto à Ciência”. Branca Ribeiro, do “Festa Baile”, com Agnaldo Rayol, recomenda: “Dê nova vida aos seus filhos, com Toddy”, na TV Paulista. Mas a primeira garota apareceu em 1951, foi Rosa Maria, anunciando ofertas da Marcel Modas, na TV Tupi: “Todo dia / todo dia / você faz economia / comprando em Marcel Modas / na tentação do dia” – esse jingle não me sai da cabeça. Meire Nogueira, então casada com o campineiro Carlos Zara, anuncia um televisor Admiral, enquanto Neide Alexandre, exclusiva da Bendix, mostra lavadoras de roupa. Depois, bem depois, foi uma das primeiras a apresentar o jornal “Hoje”.

Meu Deus! Cleide Blota, atriz global até há pouco, e Clarice Amaral (“Com discos novos, por favor!”), ao lado do monumental Vicente Leporace, na Gincana Kibon, da TV Record.

Que pena! Acabou o espaço. Amanhã, a mostra da Regina.

Pregado no poste: “Privatização é para quem gosta de trabalhar”

 

11/11/2006

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *