Quanta besteira!

Diante de tantas barbaridades, olhe só o que tem preocupado, de verdade, muita gente. Como dizia Ibrahim Suéde, “a vida sem o supérfluo não vale nada”. Ele também dizia que “encíclica” é bicicleta de uma roda e chamava Confúcio de Pafúncio. Vamos aos “supérfluos que abalam o Brasil”:
1. João Gilberto tem razão de reclamar do som do Credicard Hall?
2. E Caetano Veloso está certo em apoiá-lo contra a “burguesia paulistana”?
3. Edmundo devia ter dado cerveja ao macaco? E se fosse para a macaca, a torcida da Ponte deixaria?
4. A mãe da Suzana Verner (é assim?) provocou a Milene Domingues?
5. Roger deve ser punido por posar nu na revista dos gays. E o Vampeta?
6. Patrícia Pillar (é com dois ‘eles’, como o Fernando Collor?) está grávida do Ciro Gomes?
7. Celso Pitta mandou a Nicéa criar galinha?
8. Paulo Maluf vai fazer o exame de DNA? (Cuidado com ele, seo Pagano!).
9. Falar nele, seo Pagano é candidato à reeleição?
10. Roberto Justus deve se candidatar a prefeito de São Paulo?
11. E quem será a primeira-dama de plantão: Fabiana Scaranzi, Adriane Galisteu, Angélica, do doutor Roberto, ou Eliana, do ‘bispo’ Macedo?
12. Por falar na Angélica, a “rainha dos taxistas” deve se separar do Maurício Mattar?
13. A massa de manobra dos sem-terra deve quebrar os postos de pedágio, como o manobrista mandou?
14. Ana Maria Braga terá mais audiência na Globo do que na Record? E o Serginho Groissmann, o Jô Soares e o Luciano Huk?
15. Rincón e Wagner (quem é esse?) xingaram Paulo Nunes de racista?
16. Edmundo merece ficar preso? E o Edinho?
17. Se o nome do Estado de Mato Grosso do Sul mudar para Pantanal, a sigla será PT?
18. Brahma, Antárctica, Kaiser, Skol, Schincariol: qual é a melhor?
19. A Sandy está namorando o violinista da Família Lima? Se eles se casarem, a nova dupla vai se chamar Lima&Lima?
20. Quem merece ficar com a Giuliana, no fim da ‘Terra Nostra’, Marco Antônio ou Mateo? (Um amigo que curte novela diz que há uma tal de Paola no elenco que dá de dez na moça do telefone. É verdade?).
Pregado no poste: “Ecco!”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *