Quando Jesus era Menino Jesus

Sei que os mineiros destas Minas aí ao lado formam o maior contingente de habitantes que vem de fora para nossas Campinas – e vivem do lado esquerdo do peito dos campineiros. Cá entre nós, esse governador novo que vocês arrumaram, pelamor de Deus, sô! Aécio, tem hora, parece um trem doidão, mas nada que se pareça com esse. O nome já é inédito: Anastasia. Jamais debocho do nome de ninguém – é falta de respeito. Porém o Houaiss, uai!, ensina que “anastasia” é substantivo feminino. O Aulete não diz nada e nos remete a “anástase”, significando “passagem dos humores”, mas não diz por onde. Dizem os teósofos: “Anastasia é despertar da alma; o ressurgir após a morte; existência da alma após a morte.”. Eu prefiro a Tia Anastácia.

Prefiro, porque esse governador baixou uma lei que proíbe divulgar quanto o povo é obrigado a pagar de pensão vitalícia para ex-governadores e viúvas dos poderosos. Ele tem medo do quê? Alega que é professor de direito e tem de cumprir a lei – lei que ele mesmo criou. E é uma nota preta. Essa crueldade e essa arrogância são contagiosas. Duas tetranetas do Tiradentes também querem a boquinha. A corda, Brasil! Acorda para elas! Governadores do Acre, Alagoas, Maranhão, Pará e Piaui já estão infestados. Como um professor de direito vê justiça nessa atitude? O povo paga e não pode saber quanto paga? Quando Jesus Cristo era criança pequena lá em Jerusalém, chamavam isso de engodo. Em Portugal, engodo é isca: bem a propósito. Isca para pegar trouxa?

Está rindo de quê, seo Geraldo? Desde seu primeiro mandato, pais de alunos matriculados “naziscolas” públicas do Estado não podem saber pela imprensa o que se passa com os filhos lá dentro. Não diga que não sabia, porque quem não sabia já saiu do Poder. Se falta água, o banheiro está sujo, as carteiras caindo aos pedaços ou se há maus-tratos, violência, pedofilia – sei lá, governador, quem não tem informação desconfia de tudo. E quem é sustentado pelo povo e esconde do povo o que faz, é suspeito de tudo.

Vejam esta: de julho do ano passado até ontem, os 94 deputados estaduais paulistas trabalharam só dois meses e custaram ao povo R$ 78,7 milhões. Quando Jesus Cristo era criança pequena em Jerusalém…

Pregado no poste: “Anastasia não rima com democracia – nem com sonrisal”

29/01/2011

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *