Posições?

Seo Jacó era o prefeito. Vocês podem não acreditar, mas Laudo Natel, Salim Maluf e José Maria Marin já foram governadores deste Estado e seo Jacó, prefeito de Campinas. Acontece. Seo Toinho era o vice. Lembra, seo Toninho? O “156” funcionava como mais um desserviço daquela administração para atender queixas ou tirar dúvidas de cidadãos. Era o famoso “engana, que eu gosto”.

O nosso Correio recebeu telefonema de um garoto indignado. Para fazer um trabalho escolar, o menino precisava saber o nome do então vice-prefeito de Campinas, justamente seo Toninho. Acho que ele e seu Jacó já estavam de mal. Por isso, a atendente do “156” respondeu ao estudante que ali não era lugar de se obter aquele tipo de informação. “A mais canalha das injustiças é a que cometem contra crianças”, dizia a avó da minha irmã – por concidência, minha também.

No tempo do seo Jacó, o “156” enganava. Nestes tempos de seo Toninho, o “156” está quase sempre ocupado ou deixa pendurado na linha o cidadão que paga os salários dos atendentes. “Quem sabe ele desiste e pára de encher a paciência da gente.” Como atendendo ou não atendendo o povo, o salário vem de qualquer jeito no fim do mês, o povo que se dane. Já votou mesmo… Pesquisa do Cosmo On Line indica que 60,6% das pessoas reclamam que o serviço de informações da Prefeitura “só dá ocupado” e 11,7% levaram duas semanas para conseguir completar uma ligação.

Nada a ver, só coincidência, mas no Código Penal, o Artigo 156 está no primeiro capítulo dos crimes contra o patrimônio. E a paciência faz parte do patrimônio do cidadão.

O chefe do serviço disse aos repórteres Fábio Gallacci e Gil Caria que falta treinamento às atendentes. (Será que a globalização, tão odiada pela gente da Prefeitura, já exige treinamento para atender telefone e anotar recado? Nunca viram um telefone, lápis, papel, nada?). E esta “pérola” de explicação: “Existem 24 posições para serem preenchidas no sistema e deveriam existir 24 atendentes para cobri-las. O trabalho realizado atualmente conta apenas com um turno de onze operadoras e outro com sete.”.

Pregado no poste: “Se mudar de 156 para 169, funciona?”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *