Parabéns, dona Izalene

Pelo menos, a senhora mostra que não foge do pau.

Já brinquei muito com a senhora aqui. Brinquei, sempre falando sério. Cheguei a dizer que a senhora há de ser a Marta Suplicy brasileira — mas por isso, peço desculpas. Porém, jamais a defini como “patricinha da trceira idade”, como dizem em São Paulo daquela senhora que se casou com um Favre, na verdade chamado Vermuz, mas continua assinando Suplicy. Qualquer dia, até ele vai assinar Suplicy. O argentino franco só aceita ser considerado franco-argentino, porque, dizem os maldosos, não existe argentino franco.

Terça-feira, abri o jornal e estava escrito: “Fifa indica Ronaldinho e Marta a prêmio”. Imaginei: “Ronaldinho e Marta? Que dupla? O argentino e a Daniela já sabem?”. Demorou para cair a ficha: a notícia fala do Ronaldinho Gaúcho, não o da Daniela, e de outra Marta, essa, sim, não foge do pau: joga na seleção brasileira feminina de futebol.

A senhora mostrou que não tem o viés da boa administradora, muito menos para uma cidade como Campinas. Nem assim a considero mulher enviesada – mas algumas vezes, a senhora é enfezada. Também não tem olhar enviesado como o da Capitu. Nem sempre é culpa sua, mas daquela ‘tchurma’ que lhe impôs gente que não sabe nem porque cabrito faz cocô redondinho – e se não entendem nem de cocô, vão entender de administrar Campinas?

Se alguém me disser que a senhora não é uma mulher honesta, eu brigo — apesar de sua mania de ser garota-propaganda de camelô com dinheiro do povo e outras ‘cocozitas’ más… Como pode, alcaidessa? A senhora usa o Diário Oficial para fazer propaganda de quem não paga imposto e volta e meia é flagrada vendendo produtos do crime organizado da pirataria? Essa é do peru, digo da perua… Já pensou? Vão dizer que a senhora tem parte com aqueles, não todos, a senhora sabe o quê.

A senhora passou a vida dizendo defender a “crasse trabaiadora” e na hora de povar, deu zero de reajuste salarial. Essa é de deixar seu amigo Maluf com inveja. Nem ele foi tão cruel com o povo. Falar nisso, que beleza ver o PT malufando, a Marta e ele saudando os eleitores juntinhos. Nem Geisel nem Figueiredo, os últimos ditadores, suportavam o Maluf. Já o seu partido…

Agora, dona Izalene, fale-me do que vai no fundinho da sua alma: se o seo Doutor Hélio também der reajuste zero para os servidores municipais, a senhora jura que não vai liderar passeata nem rodar a baiana na porta do Jequitibás? Cuidado, viu? O “Correio” de quarta-feira trouxe que o Exército aí vai se equipar para acabar com distúrbios urbanos. De duas uma: o PT que está no governo tem medo dos petistas que estão fora dele ou prepara uma defesa para evitar um golpe de Estado – tudo como na ditadura. Está aí o ‘affair’ Marta&Maluf para comprovar. Marta e Maluf!… A senhora não se orgulha do seu partido?

Sabe porque digo que a senhora não foge do pau? “Óia só” o que deu num jornal de São Paulo, terça-feira passada:

“A um mês do fim do mandato, a prefeita de São Paulo, Marta Suplicy, afastou-se do cargo e tirou dez dias de licença. O afastamento foi anunciado ontem, um dia depois de a cidade ficar alagada por um temporal. Duas obras recém-inauguradas ficaram submersas. O túnel da Avenida Rebouças — via de grande movimento — entregue um mês antes do previsto, às vésperas da eleição, ficou coberto por dois metros de água. Em outra obra, na Avenida Nove de Julho, uma cratera rompeu o asfalto e ocupa a largura de duas faixas. Segundo a assessoria da prefeita, ela tirou a licença ‘para descansar’.”

Pregado no poste: “Para presidenta, não vote na chapa Marlene, da Marta e Izalene”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *