O que arde cura?

Assim, dá gosto ficar doente.

Está no mercado um milagre, que promete curar (quase) todas as doenças. No reclame que passa na rádio, uma mulher, de nome Rosângela, jura que não é remédio, mas é 100% natural e não tem efeitos colaterais. Gente que toma dez, vinte, comprimidos por dia se livrará deles para sempre, porque “Act Ham” elimina de uma vez (atenção): desânimo, corpo pesado, transtornos circulatórios, hemorróidas, labirintite, sangue sujo e depressão — depressinha.

Empolgada, Rosângela avança: é o faxineiro do corpo. Combate ácido úrico, diabetes, impotência, inchaço nas pernas, dores reumáticas, queimação e “ardeção” na sola dos pés, menopausa, perda de memória… Quando ela disse “ardeção”, pensei: “Agora ela vai falar úrsula do estomo, ziripela, derrame celebral, dor nas partes…”.

A lista de ‘males’ é tão grande, que compensa dar os ‘bens’ para receber o milagre em casa. Chega pelas mãos de um motoqueiro, que deve ter mãos abençoadas. Ela chama o “Act Ham” de pérolas negras.

Quando Rosângela acabou de dar a receita, imaginei: alguém que sofre de tudo isso fica tão desesperado que na hora do aperto troca papel higiênico por cotonete e vice-versa, só para aplacar a dor das hemorróidas e a zoeira da labirintite numa passada só (Reconheça: você já precisou usar papel higiênico numa crise de labirintite? Nem tente!). Imagine ser atacado na mesma hora de impotência e perda de memória: “Ai Jesuis! E agora? O que eu faço cu’isso?”

Guardo com carinho cópia dos bilhetes que seo Mauro Marchiori, da Farmácia Bandeirante, recebia dos fregueses e me mandou via Lia e Wilfredo Meloni: “Cinco cruzeiros de São Rizal; Charope dispeitorante astenol; 1 lata talco Cachime Buque; 1 caixa de Lazis, um remédio do coração que fáis orinal; 1 ingeção para menopausa, tenho muito calor na cabessa; Remédio Erva de Bixo para Omorodi (Hemorróidas); 2 tabretes de pastilhas que seijão boas para a garganta enrritada, uma deferente da outra. Por favor mande das boas; Cal sugenol (Calcigenol); 1 caixa de Bosta fe (Postafen)”.

Hoje, são tempos modernos. “Act Ham” é vendido só por televendas, custa R$ 69 o frasco e não tem site. O doente ainda leva de brinde um relógio de parede. No Google, “Act Ham” é nome de hambúrguer, nos Estados Unidos.

Pregado no poste: “Gengibirra, boa pra arrotá!”

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *