O Papa já sabe?

A Alemanha é campeã de sumô. A França é o País do futebol. O Brasil tem o melhor tenista do mundo. A Espanha é campeã mundial de futebol de salão. O melhor jogador de golfe de todos os tempos é negro. O melhor time de São Paulo é o São Caetano. O Brasil ensinará os EUA a informatizar uma eleição, com resultado instantâneo e preciso.

Só falta Bill Clinton pedir asilo em Cuba e seo Toninho convidar seo Pagano para o secretariado.

Já que está tudo de pernas pro ar no mundo, em Campinas, a coisa já está virando. A repórter Paula Pimenta descobriu que a igreja do reino do ‘bispo’ Macedo está construindo um grande templo na entrada da Vila Industrial, em plena Avenida João Jorge, lado direito de quem consegue sair vivo do Viaduto Miguel Cury em direção à Capital e ao “interior”. Terrenão de 2.600  metros quadrados, avaliado, por baixo, em R$ 3 milhões.

Durante muito tempo, ali foi reino e templo da gloriosa Viação Cometa. Cresci ouvindo que a Viação Cometa, que já foi dona dos bondes e dos ônibus urbanos de Campinas, pertence ao Vaticano. Mas ela sempre aparece nos noticiários – fato raro – como sendo presidida pelo não menos glorioso e retumbante senhor Jean Marie Faustin Godefroid du Havelange, o João Havelange. Sempre gostei da Cometa. Era melhor do que o Expresso Brasileiro. Quando viajo, se tem Cometa na linha, prefiro. Confio nela.

Mas se a nossa Cometa for, mesmo, da Santa Sé, será que o Papa sabe que venderam um pedaço do patrimônio da Santa Madre Igreja justo para a igreja que um dia chutou a imagem da santa madre na televisão?

Olha, que essa transa pode ser o início da reconciliação dos irreconciliáveis. É fácil e combina com o mundo de pernas pro ar. Quando o templo do ‘bispo’ ficar pronto, ele convida o padre Marcelo Rossi para a inauguração e acaba essa briga pra ver quem junta mais gente nos cultos e missas. Os bispos da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil convidam o ‘bispo’ Macedo para a próxima reunião da CNBB, aí em Itaicí, e juntos e irmanados, todos plantam dezenas de alecrins no Largo da Catedral, sob as bençãos do cônego Caran.

A repórter Maria Teresa Costa promete fazer uma grande reportagem.

Pregado no poste: “Templo é dinheiro.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *