Novidades

— Tem visto a propaganda política?

— Não; tenho nojo.

— Ah! Estou muito contente com os candidatos. Vou votar em todos! Eles prometem maravilhas. Existe um jeito de se votar em todos?

— De votar em todos, não sei; mas sei um jeito de dar um jeito neles. Você faz assim…

Conversa maluca. Era o Udine La Serra ao telefone. Antiquário bom de papo e autor de um milagre: exibe novidades em feira de antigüidades… Imagine a figuraça: filho de pai calabrês e mãe napolitana. Só no Brasil. Nem na Itália tem disso.

Ligou para dizer que a igreja do Botafogo, aquela do monsenhor Baggio, é do Coração de Jesus e não do Santo Antônio. Repeti que já havia pedido perdão, de novo, pelo erro e pago a penitência: sonhei que o ‘bispo’ Macedo e o padre Caran plantavam um  alecrim no Largo da Catedral e que a dona Izalene e seo Pagano… Deixe pra lá. O La Serra aproveitou para corrigir outro erro: o carrinho do monsenhor era um Prefect, igual ao do Admir Torquato, e não Morris. Puts! Como o povo ficava de olho naquele padre! Sabiam tudo, até a marca da escovinha que ele usava para tirar caspa do chapéu. Caspa? Mas ele era careca!…

Semana passada, conversamos aqui sobre o armazém do Juca Tigre, lá da nossa co-irmã, Pelotas, nos anos 30. Dona Adélia Salles me mandou um folheto com a lista dos “artigos” vendidos pelo Juca e um deles era “espírito engarrafado”. Pensei na pinga, talvez vinho (já que ambos fazem bem ao espírito e… para o hálito.). Que nada. “Aquele ‘espírito’ é álcool, em português e no mais puro dialeto napolitano. Quando a gente se machucava, minha avó gritava: ‘Piglia spirito!’” Daí vem a espiriteira, acrescenta meu amigo Luiz Siqueira.

Às vezes, o La Serra expõe numa feira de antigüidades aqui em Ribeirão. Tem cada uma! Rádio que pega estação que já fechou; jornais tão antigos, que todo mundo já leu – têm cada vez menos notícias; retratos de médicos pediatras que já são geriatras; gramofones, vitrolas da RCA Victor (a carrocinha levou o cachorro); a “coroa” borralheira; o gato de botas (está de chinelos!); gibi do super-homem (o Clark Kent já é editor-chefe do Planeta Diário); a última história do Tarzan, que abriu uma ONG e virou ecochato; o Homem Aranha faz dupla com o Raul Seixas e canta pelo céu: “Cadê a mosca que pousou em nossa sopa…”; e o Saci Pererê, coitado, entrou numa igreja caça-níquel e tomaram a outra perna dele…

Pregado no poste: “Acabou o mês de agosto”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *