No ar

(A foto da capa do Correio de quarta-feira é tão forte, que é bom vê-la sob um pára-raios”)

Nossa! Guardei tão bem esta carta da professora Maria Elisa Néias Paulucci, publicada numa edição do “Correio”, que pensei tivesse perdido. Ela tem razão (professor sempre tem razão):

“O que acontece com as propagandas de rádio de Campinas? Há algum tempo, eu tinha o prazer de ouvi-las, bonitas e agradáveis. Eram criativas e despertavam meu interesse. Hoje, se resumem a locuções elaboradas aos berros, com música insuportável ao fundo. Sintonizo outra emissora campineira e o fato se repete. E saibam que essa opinião se estende a outras pessoas que conheço. Será que os anunciantes não percebem essa deficiência? Onde estão as agências de propaganda para orientá-los? Afinal, se a propaganda é a alma do negócio, será que o objetivo está sendo alcançado? Se depender de mim…

Mestra, vamos brincar de jogo da memória? Acho que a senhora deve se lembrar de muitos. Aceita o desafio?

Dizem que o mais lembrado ainda é aquele: “OMO dá brilho à brancura, dá brilho à brancura…” E este: “Pise sem dó, que a cera é Dominó.”; “Se a lâmpada queimar, não adianta estrilar nem bater o pé; o que resolve é ter logo à mão lâmpadas GE…”. Já tomou seu Toddy hoje?

E quando as rádios PRC-9, Brasil e Cultura tocavam estes jingles? Vamos lá:

“Mossoró, Mossoró, Mossoró, chega sempre em primeiro lugar, Mossoró; cerveja é Mossoró; em questão de sabor e qualidade, a vencedora é Mossoró…”

“Alumínios, talheres e louças; artigos para presentes; se quer economizar compre sempre no Bittar…”. “Entre já, compre agora, no conjunto de O Camiseiro…”. “Ducal em Campinas, Regente Feijó, 1.027! 1.027!…”. “Você precisa de uma roupa nova, Lojas Garbo têm; a roupa que você prefere, Lojas Garbo têm! Para homens, rapazes, meninos, os mais modernos figurinos; você precisa de uma roupa nova, Lojas Garbo têm a roupa que lhe fica bem, muito bem!”. “Ai tatu, Tatuzinho, abre a garrafa e me dá um pouquinho.”

Vixe! A vitrola disparou:

“A melhor oferta quem faz é o Jumbo e a Eletroradiobraz…”. “Não tendo Minerva, eu faço; só levo se tiver sabão Minerva em pedaço…”. “Periquito da sorte, bilhete premiado…; no periquitinho, você tem seu esforço compensado…” (Esquisito esse…). “É a nova Picolino Calçados, esquina quente, Campos Salles com Regente!”. “Carnaval, Carnaval… só nas lojas Coteninga.”. “Quando entro no chuveiro, só quem entra no banheiro é o sabonete Cinta Azul… Para um banho bem gostoso, é preciso muita água e sabonete Cinta Azul.”

Pregado no poste: “Prefira os cavalos da terra de Marlboro”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *