Modos!

É proibido palitar os dentes: mas um prefeito, em seu primeiro almoço oficial, pediu paliteiro na mesa. A Mariluci Vacchiano queria morrer de vergonha.

Macarrão longo deve ser enrolado no garfo com ajuda da colher: se chupar um só, você vai engolir de uma vez o que está no prato.

Não corte a folha de alface: com ajuda da faca, faça trouxinha com o garfo antes de pôr na boca. Alface fora de casa?

Ruídos ao tomar líquidos ou mastigar são reprováveis: isso se chama “som livre”.

É deselegante pegar comida do prato do outro. Se alguém fizer isso, arreganhe os dentes, como cachorro.

Falar de boca cheia ou comer de boca aberta é deselegante.  Mas como falar ou pôr comida co’a boca fechada?

Se encontrar um conhecido no restaurante, cumprimente de longe e seja breve na conversa. Quero ver é conversar de longe.

É preferível se servir duas vezes do que fazer um prato só gigantesco. E se a fila for grande?

Para chamar o garçom, nada de assobiar ou estalar os dedos: espere o contato visual para sinalizar. E bater o talher no prato?

Os talheres foram feitos para ajudar no manejo da comida e não para ser meio de expressão. Portanto, não gesticule com eles. Essa, italiano não segue de jeito maneira.

A faca deve ser usada com a mão direita. Depois de cortar, pode passá-la para a outra mão. Qual é a diferença?

Na refeição com muitos talheres, o certo é usá-los na ordem dos mais distantes do prato para os mais próximos. Se o primeiro prato for sopa e o primeiro talher, um garfo, peça um canudinho.

Pedir vinho em taça não é sinal de pão-durismo. É preferível pedir uma taça de boa marca do que uma garrafa de qualidade inferior. “Garçom, uma colherzinha do Bordeaux de São Roque.”

Pedir para embrulhar o que sobrou também não é pão-durismo, mas para evitar desperdício. Nem precisa fingir que é pro cachorro.

Comer com a mão, só quando o restaurante oferecer lavanda para fazer limpeza das mãos. A Hebe já tomou essa lavanda.

Se oferecerem guardanapos de tecido, eles devem ficar no colo até o fim da refeição. Se for limpar a boca antes, abaixe-se, mas discretamente, para não se limpar nas calças.

Se for uma reunião com pouca gente, espere pelo menos três comerem para iniciar a sua refeição. Mas se todos respeitarem esse salamaleque, ninguém come.

É recomendável ao homem que puxe a cadeira para a mulher e a espere iniciar a refeição. Enquanto ela não começa, fique atrás, esperando.

E o mais importante: NÃO BEBA CAFÉ EM PÉ USANDO CALÇA DE LINHO LARGA! Ela cai!

Pregado no poste: “Ou prefira o boteco da esquina”

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *