Mais uma…

Certas notícias doem o coração; outras, a cabeça; algumas, a alma, mas esta que o jornalista Bargas Filho me mandou dói os ouvidos. A PRC-9 vai mudar de nome amanhã. Sua dona de muitos anos, a veneranda Bandeirantes, quer dar-lhe o nome. A PRC-9, nossa eterna Educadora, é um caso raro na história da radiofonia mundial – aqui, a filha, PRC-9, é mais velha (1933) do que a mãe, Bandeirantes (1937).
Para quem não se lembra, ou ainda não existia, PRC-9 era o prefixo da Rádio Educadora de Campinas, fundada há quase 70 anos, a mais antiga de Campinas e uma das mais velhas do Brasil – anterior até à legendária Rádio Nacional do Rio de Janeiro (1936). Bem depois, a partir de 1950, passamos a ouvir a Brasil, Cultura, Andorinha, Central, a… Aí, virou bagunça. Algumas até se tornaram bordéis, deixando o uso de seus canais – e concessões públicas sem consulta pública! – para exploração de lenocínio religioso, objetivos políticos, interesses escusos. É a poluição, digo, podridão sonora.
Bobagem da Band mudar o nome da filha. Por causa da Educadora, a cidade sempre foi “prisioneira” da Cadeia Verde Amarela Norte-Sul do Brasil. Ela não ganhará um ouvinte a mais com a mudança de nome. Todos sabem que a Educadora é da Bandeirantes e sua “emissora-chave” no interior paulista. Pelo menos assim a anunciavam nomes – e vozes – de quem jamais nos esqueceremos: Jolumá Brito, Lombardi Netto, Paulo Silas, Vladimir Matiazzo, Milton Benfica, Bob Sérgio, Eliseu de Oliveira Gouveia, Gilberto Otranto, José Célio de Andrade, Altair Amorim, Alberto Feres Jr., Alfredo Orlando, Luciano do Valle, Sérgio Batista, Omar Pinheiro Lucas, Otávio Ceschi, Padre Chiquinho, Pedro Azevedo, Pereira Neto, Marco Antônio, a sonoplasta pioneira Rosa Bueno, Durvalino Barbosa Nelo – e seu regional, Pereira Esmeriz, José Sidney, Renato Leal, João Fida, Clara de Oliveira, José Genésio, Renato Otranto, Jânio Valim, Oliveira Andrade, Carlos Luz, Ary B. Pontes, Aloísio Douglas Ferrari… Tanta gente! Reynaldo Dias Leme, Walter Forster, Batista Linardi, Roberto Corte Real, Moraes Sarmento…
“Rádio Bandeirantes de Campinas” – não soa bem nem em serviço de alto-falante num coreto do Largo do Rosário. Mais estranho do que se em lugar de “N. Senhora da Conceição” aparecesse no frontispício da Catedral a faixa: “Igreja Universal do Reino do Padre Caran”. Mais uma marca de Campinas que se apaga.
Pregado no poste: “Já fazem o que querem com Campinas”

2 thoughts on “Mais uma…

  • 08/08/2017 em 4:20 PM
    Permalink

    PROCURANDO INFORMAÇÃO SOBRE A PRC 9 RADIO EDUCADORA DE CAMPINAS , ONDE QUERIA INFORMAÇÃO SOBRE O PROGRAMA QUE EXISTIA ANTIGAMENTE “CLUBE INFANTIL SAPATINHO VAZIO ” , PROGRAMA LEVADO AO AR , NOS SALÃO DA RADIO A RUA BARRETO LEME COM REGENTE FEIJÓ . NESSE PROGRAMA A GAROTADA SE DIVERTIA SADIAMENTE CANTANDO , RESPONDENDO PERGUNTAS E GANHANDO PRÊMIOS , O REGIONAL DO NELO NO ACOMPANHAMENTO , E ROBERTO OU OMAR PINHEIRO LUCAS DIRIGINDO O PROGRAMA , QUE ERA PATROCINADO POR BISCOITOS DUCHEM. RELEMBREI AS MUITAS VEZES QUE LA COMPARECI E MATEI A SAUDADES.

    Resposta
  • 19/11/2017 em 9:20 AM
    Permalink

    Bom dia! Digitei o nome de meu pai e apareceu essa matéria. Comentários pertinentes e me deu saudades da melhor época do rádio campineiro.
    Meu bom gosto musical foi devido a influência de meu pai radialista (com muito orgulho) e pela qualidade das rádios nessa época onde se divulgavam o melhor da nossa música nacional e internacional.
    Fico feliz pela lembrança de meu pai Wladimir José Matiazzo e também lembro dos amigos da época.
    Obrigada.
    Maysa

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *