Errei de Romy

O seo Carlos Eduardo da Costa Aguiar me corrige e eu, humildemente, aqui no meu canto, agradeço. Descobri que a pílula anticoncepcional está fazendo 40 anos e a repórter (e põe repórter nisso!) Maria Teresa Costa descobriu que a pílula, mesmo tão badalada, não está com nada entre as mulheres. Perde de goleada da laqueadura, a solução radical para conter a explosão populacional. Enquanto a Teresa corria atrás das novidades, parti atrás das antigüidades: que mundo era este quando a pílula nasceu? Deu no que deu – uma viagem fantástica para aquele tempo.

Para não confiar só na memória, incomodei muita gente. Desde o Vanderlei e o Alexandre, aqui no nosso arquivo, até o paciente Dario Carvalho Júnior, um herói em quadrinhos, para me esclarecer se a namorada do Super Homem naquela época era Mirian Lane ou a Lois. Nem a insuperável Celly Campello escapou (obrigado, amiga!).

Mas foi no cinema que eu me perdi.

(Nunca fui de fanatismo por astros e estrelas de Hollywood. De cara, só reconheço Elizabeth Taylor, Kirk Douglas, Jane Fonda, Catherine Deneuve, Tony Curtis e mais ninguém. Sábado fui ver uma tal de “Ana e o rei” e, para mim, a professora dos siameses, no filme, era a Lucinha Lins. Só na saída, vi no cartaz que é uma atriz de nome Jodi Foster – cara de uma cabelo da outra.)

Quando o Alexandre me contou que o filme de sucesso na última semana de janeiro de 1960 em Campinas foi Sissi, no cine Ouro Verde, anotei e nem me preocupei com a protagonista, tão certo de que a estrela era Grace Kelly. Na verdade, como bem lembrou seo Carlos Eduardo, a Grace protaganizou a história de Sissi na vida real, casando-se com o príncipe Ranier, de Mônaco, em 1956. Troquei a estrela norte-americana de “Janela indiscreta”, pela austríaca Romy Schneider, ambas desaparecidas em 1982.

Amolei tanta gente e me esqueci de consultar aquela santa que mora aqui em casa, fã da Romy e da Grace (nem sabia disso). A diferença entre elas é que Romy e Grace casaram-se com príncipes na tela e na vida e aquela santa, com um humilde plebeu…

Pregado no poste: “Entre Romy e Grace, Odete Lara”

E-mail: jequiti@zaz.com.br – desativado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *