E é fácil ser feliz

  1. Sexta-feira passada, eu vi, na TV Record, o personagem do ator Petrôno Gontijo xingar Nossa Senhora de “porca”, no capítulo da novela “Luz do Sol”. “Porca Madonna!”, blasfemou ele diante de uma situação adversa. Foi ao ar no mesmo dia em que a imprensa denunciou um pastor da Igreja Universal do Reino de Deus, dona da mesma TV, que incendiou imagens sacras e pertencentes ao patrimônio histórico dos Sete Povos das Missões, no Rio Grande do Sul. Há 12 anos, em outubro de 1995, o “bispo” von Held, da mesma seita, chutou uma imagem de Nossa Senhora Aparecida diante das câmeras daquela estação.
  2. A desembargadora Sandra De Santi, da 1ª Turma Criminal do Tribunal de Justiça do Distrito Federal, concedeu liberdade ao professor de educação física Paulo César Timponi, apontado como um dos responsáveis pelo acidente que matou três mulheres, na ponte JK. Ele participava de um racha.
  3. O promotor de Justiça Wagner Grossi, que dirigia bêbedo e atropelou e matou três pessoas da mesma família, há 15 dias, foi afastado por 60 dias. Mas o povo continuará pagando a ele o salário de R$ 15 mil por mês.

Perdão, mas a peteca da dignidade não pode cair. O jeito é denunciar – sempre. No Brasil, não adianta, mas fazer o quê?

***

Agora, uma história ótima acontece com um amigo de Campinas, que tem duas filhas. Ele pede sigilo, mas posso dizer que o moço é o Paulo Coelho escrito, com uma diferença: tem histórias (e não estórias) para contar.

Ouça seu relato, ao telefone:

— Veja se você consegue arrumar algum lugar para minha filha mais velha trabalhar. Ela fez Escola de Comunicações no Brasil, mas preferiu o mestrado e o doutorado na Alemanha. Especializou-se em cinema alemão dos anos 20s e 30s. Será que é fácil ela arranjar alguma coisa?

— Puts! Cinema alemão dos anos 20s e 30s e quer trabalhar no Brasil?

— É! Na Alemanha, ela não conseguiu nada, coitada.

— Craro! E sua menina mais nova?

— Ah! Essa, agora, está fazendo jornalismo. Mas disse que enquanto o corpo agüentar, vai continuar onde está e não quer outra vida.

— Já sei! Joga futebol!

— Que nada! É patinadora num supermercado do shopping. Pergunta pra mim qual das duas é feliz…

Pregado no poste: “Igrejas têm vigário; ‘igrejas’, vigaristas”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *