Cruel

É preciso que Campinas e o mundo saibam o que fizeram contra o jornalista Marco Antônio Quintas:

“Eles venceram.

Meus caros amigos que acompanharam a agonia do Marquinho e a luta para fazer uma cirurgia pela Unimed, em busca de um mínimo de qualidade de vida: resolver uma fratura no maxilar que o impedia de falar, se alimentar… viver sem dor. Depois de muita pressão e, muito provavelmente, com a ajuda de alguém com influência suficiente pra fazer andar a burocracia dos insensíveis, ele faria hoje a tal cirurgia, aguardada e implorada desde janeiro. Mas nesta madrugada, ele desistiu de lutar, esperar… e partiu. Com isso a Unimed economizou sua preciosa prótese de titânio.”.

Beijos e grata pela força de todos.

Bernadete Faria”

Assim, essa guerreira, desde ontem viúva do nosso Marquinho, informou aos seus amigos o desfecho de uma história cruel, perpetrada numa instituição paulistana de “saúde” que faz inveja a Auschwitz, mesmo em pleno século XXI. Quem o conheceu, amigo, sabe que a partir de hoje Deus está em boa companhia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *