Carnaval da fama

Um revista chamada “Recall”, destinada às agências de publicidade, publicada aqui em Ribeirão Preto, lançou um desafio a agências do interior de São Paulo. Pediu que elas fizessem uma campanha publicitária mostrando porque as pessoas devem passar o Carnaval em suas (delas) cidades. Semana passada, a revista publicou as sugestões de São Carlos, Ribeirão Preto e Campinas – cada uma usou como apelo para atrair turistas, aquilo que as agências acham que a cidade tem de melhor ou de mais conhecido.

Veja se você concorda:

“Quesito evolução – nota 10. Venha para a folia na terra da tecnologia. São Carlos 2001.” Agência Tema Propaganda, para outdoors.

A 6P Marketing & Propaganda, de Ribeirão Preto, fez dois para rádio e outdoors, com o tema “Esquenta em Ribeirão”. As letras são essas:

“Quanto riso, oh quanta alegria… Mais de 30 graus na região; O choppinho está jorrando por à amor à serpentina, no meio de Ribeirão”.

“Mamãe eu quero, mamãe eu quero. Mamãe eu quero mamar. Dá a choppeta, dá a choppeta pro beberrão não chorar.”

A agência campineira NBK, do José Alves Neto, do Beto Madeira e do Karkuzewski, chamou a atenção, pela ousadia. É assim:

“Venha para o Carnaval de Campinas, se você for macho. Se você é daqueles machões que detestam pular Carnaval; fica parado nos cantos só olhando bumbuns; se alguém mexe com sua acompanhante, você enfia porrada e não vê a hora de ir para a cama com a primeira que pega, o seu lugar é aqui!! Campinas não tem Carnaval de rua e no Carnaval de salão não há ninguém, mas tá cheio de gente que não vê a hora de ir pra cama com você.”

Dois homens aparentando deficiência capilar, um de terno amarelo-limão e outro de terno azul-marinho, ilustram o “convite”. Disse o Beto Madeira que é a dupla de palhaços Coisa e Coisinha, que ganhou alguma fama fazendo a campanha eleitoral do candidato Carlos Sampaio. O “anúncio” está assinado por uma fictícia (será que é?) Associação dos Soltadores de Frangas de Campinas.

Pregado no poste: “Cria fama e deita-te na cama.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *