Bombeiro também é mãe

Naqueles dias, Wiliam Bonner esteve com dor nas costas; sua Fátima, às voltas com a mãe doentinha; Sandra e Evaristo distraídos conversando entre si e a Carla e a Mariana trocando de jornais. Por isso, nenhum deles viu o salvamento milagroso que o repórter Guilherme Nali, da EPTV, cá de Ribeirão, pegou em cheio e emocionou esta região. Se ainda der tempo… Mas duvido que o Fantástico mostre hoje algo mais bonito para homenagear as mães neste dia. É o bombeiro Sérgio, no quartel de Taquaritinga, atendendo à ligação de Valquíria, aflita com a filhinha Larissa, de um mês, engasgada com a mamadeira.

— A criança está respirando?

— Ela não está conseguindo respirar pelo nariz.

— Ela está nos seus braços?

— Com minha mãe.

— Qual a idade dela?

— Um mês.

— Deite ela na palma da mão.

— De barriga para baixo?

— De barriga para baixo, com a boca livre entre os vãos dos dedos e dê duas batidinhas nas costas dela.

— Nas costinhas dela.

— Bateu?

— Ela não está respirando pelo nariz.

— Agora, vire ela de frente e ponha ar de leve na boca da nenê. Ela chorou?

— Chora, mas só respira pela boca. Está saindo uma espuma da boca…

— Dê uma limpada, sopre de leve a boca, o narizinho dela, vire de novo e dê uma batidinha nas costas.

(A mãe repassa instruções à avó da criança)

— Sopra bem devagar, bem devagar. Vire ela e bata nas costinhas.

(bombeiro interrompe o diálogo para informar ao resgate, a caminho, que a criança tem um mês)

— Ela está espumando e não está respirando pelo nariz, não.

— Não está respirando nem pela boca e nem pelo nariz?

— Só pela boca.

— Ela voltou a respirar pela boca?

— Está com dificuldade, mas está.

— Faça de novo, limpe a boca e sopre de leve o nariz e a boca. Vire ela de novo e dê uma ou duas batidinhas nas costas.

— Ela não está respirando pelo nariz, não.

— Ela está chorando?

— Está…

— Então, ela está melhorando!

— Mas o nariz dela, ela tenta puxar, parece que está cheio de leite.

— Não tem problema, não tem problema, ela está respirando e voltou a respirar.

— Está respirando!!!

— Isso é que é importante. O resgate está chegando à sua casa.

— Está saindo alguma secreção pelo nariz, pela boca.

— Pela boca está saindo espuma.

— Limpa de novo, dê outra sopradinha pegando nariz e a boca.

— O resgate chegou!!!

— Então, está bom! Viu?

— Obrigado!!!

— De nada.

Pregado no poste: “Vá perguntar quanto ganha o bombeiro e quanto leva um político”

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *